Rehagro Blog
Sala de espera de ordenha

A importância da sala de espera na ordenha: conforto e bem-estar para as vacas leiteiras

A sala de espera de uma fazenda leiteira desempenha um papel importante na gestão eficiente da ordenha das vacas leiteiras. Ela é o local onde as vacas aguardam antes de serem ordenhadas e deve ser projetada para proporcionar um ambiente tranquilo, confortável e limpo.

Para isso, existem alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração para que a sala de espera seja ideal para as vacas.

Nesse texto iremos discutir sobre os principais pontos relacionados com a sala de espera, como questões relacionadas à ventilação, considerações sobre o piso, o dimensionamento e também sobre onde a sala de espera pode impactar na produtividade de uma fazenda leiteira.

Principais pontos para uma boa sala de espera de vacas

Dentre os pontos importantes sobre a sala de espera de vacas, podemos citar:

Ventilação

A sala de espera deve ser espaçosa o suficiente para acomodar todas as vacas que aguardam a ordenha.

A ventilação adequada é essencial para garantir um ambiente saudável e confortável. Isso ajuda a evitar acúmulo de umidade, odores desagradáveis e o estresse térmico nas vacas, contribuindo assim para o bem-estar.

Em sistemas que possuem o sistema de resfriamento na sala de espera, é importante que as vacas sejam resfriadas adequadamente antes da ordenha, contando com um período de 30-45 minutos antes da ordenha, com 1,4 litros de água por minuto por m² durante 1 minuto e com 4 minutos de intervalo entre cada ciclo, além da ventilação com velocidade mínima de 6 metros por segundo.

Vacas na sala de espera antes da ordenha sendo resfriadas

Imagem de vacas na sala de espera antes do início da ordenha sendo resfriadas a partir de ventiladores e aspersores. Foto: Acervo Rehagro

É importante destacar que quanto maior a vazão de água, menor pode ser o tempo de aspersão, entretanto, o importante é que o animal fique encharcado o mais rápido possível, para ser ventilado entre os ciclos e assim repetir a maior quantidade de ciclos possível.

A gota de aspersão deve ser grossa, para garantir que entre em contato com a pele do animal, gerando um resfriamento evaporativo eficiente.

Banner curso Pós-Graduação em Pecuária Leiteira

Piso antiderrapante

O piso da sala de espera da ordenha é um elemento fundamental para o bem-estar das vacas leiteiras, a segurança dos animais e a eficiência da ordenha. Esse piso deve ser antiderrapante, fácil de limpar e durável.

Dentre as opções de pisos adequados para uma sala de espera, temos:

Concreto texturizado

Essa é uma opção comum para pisos de sala de espera. A textura pode ser criada por meio de escovação, sulcagem ou uso de superfícies rugosas de concreto.

A criação de frisos no piso é uma das práticas mais comuns, pois proporciona tração às vacas evitando escorregões e quedas. É importante que os frisos sejam paralelos a cada 7/8 cm e tenham largura e profundidade em torno de 15 mm.

Sala de espera com presença de frisos no piso

Imagem de uma sala de espera com presença de frisos no piso. Foto: Alex Matos Teixeira

Borracha

Os pisos de borracha podem ser uma excelente opção para o conforto e estabilidade das vacas.

Além de proporcionar certo conforto para as vezes pela sua textura, proporciona um bom isolamento térmico. Os pisos de borracha também são fáceis de limpar, entretanto inicialmente apresentam um maior custo.

Sala de espera com piso de borracha

Imagem mostrando uma sala de espera com piso de borracha. Foto: Acervo Rehagro

Independente do tipo de piso escolhido, é fundamental garantir que o mesmo esteja em boas condições, sem áreas quebradas ou desgastadas que possam promover riscos para as vacas.

Além disso, é imprescindível que o piso esteja sempre limpo, o que também contribui para a segurança e bem-estar dos animais.

Dimensionamento

O dimensionamento da sala de espera deve ser planejado de maneira cuidadosa para que sejam atendidas as necessidades do rebanho, garanta o bem-estar dos animais e facilite a eficiência do processo de ordenha.

Alguns fatores devem ser considerados a respeito do dimensionamento:

Tamanho do rebanho

O tamanho da sala de espera deve ser proporcional ao número de vacas a serem ordenhadas em um único grupo/lote ou em muitos casos comportar até dois lotes divididos na sala de espera, levando o segundo lote no momento em que está finalizando a ordenha do lote anterior.

Entretanto, há a possibilidade de sala de espera já comportar dois grupos de vacas ao mesmo tempo, o que pode ser efetivo na questão do resfriamento. O dimensionamento adequado vai permitir que todas as vacas esperem de forma confortável o momento da ordenha.

Sala de espera com porteira de separação

Sala de espera contendo porteira de separação, o que permite a ocupação simultânea de dois lotes distintos. Foto: Acervo Rehagro

Espaço por vaca

Cada vaca na sala de espera deve ter espaço suficiente para se mover. Um valor comum é fornecer cerca de 1,5 a 2 m²/ vaca na sala de espera.

Tendo esses valores em mente, é importante ressaltar que para saber qual o espaço por vaca devemos levar em consideração o tamanho da sala de espera e o número de vacas que compõe cada grupo/lote.  

Número de conjuntos na ordenha

O número de conjuntos que a ordenha possui e o número de vacas por lote irá interferir no tempo em que as vacas ficam na sala de espera.

Sobre esse tempo de espera, o ideal é que não ultrapasse uma hora/lote, mesmo utilizando recursos de resfriamento, como ventilação e aspersão. Por exemplo:

  • Lote com 25 vacas + Ordenha com 5 conjuntos = Será necessário 5 passadas na ordenha
  • Se cada passada na ordenha dura 10 minutos = Cada lote demora 50 minutos para passar completo pela ordenha. Ou seja, esse será o tempo de espera daquele lote até a última vaca ser ordenhada.

Por que se atentar à sala de espera de ordenha?

Uma sala de espera de ordenha adequada é essencial para a produção de leite de forma eficiente. Sua importância é multifacetada e afeta o bem-estar das vacas, a qualidade do leite e a produtividade da fazenda.

Dentre as principais razões que se destacam sobre a relevância em ter uma sala de espera adequada, podemos citar:

  • Bem-estar das vacas: quando temos uma sala de espera bem projetada e gerenciada, proporciona um ambiente confortável para as vacas antes da ordenha. Isso reduz o estresse, a ansiedade e o desconforto das vacas.
  • Eficiência da ordenha: uma sala de espera eficiente ajuda a otimizar o processo de ordenha. As vacas estando calmas e relaxadas antes de entrar na sala de ordenha facilita o processo e melhora a produção de leite.
  • Qualidade do leite: vacas estressadas podem produzir leite com qualidade reduzida. Deter de uma sala de espera apropriada contribui para obtenção de leite de melhor qualidade, com menos contaminação e menor risco de mastite.
  • Manejo de grupos/lotes de vacas: na sala de espera é possível separar grupos de vacas diferentes e que estejam em categorias ou fases da lactação distintas, por exemplo é possível manter vacas em lactação e vacas secas ou novilhas na sala de espera para que ambos os grupos sejam resfriados.
  • Redução do estresse térmico: a sala de espera pode ser projetada para minimizar o estresse térmico por meio de sistemas de ventilação e aspersores, onde esse resfriamento pode ser feito momentos antes da ordenha ou até mesmo nos intervalos entre ordenhas, onde podem ser direcionados a sala de espera animais que não estejam em lactação.
  • Otimização do tempo: com uma sala de espera projetada de maneira eficaz, contribuirá para a economia de tempo, uma vez que as vacas já estarão preparadas e agrupadas antes de entrar na sala de ordenha, agilizando assim o processo.

Manual de controle da mastite

Considerações finais

Em resumo, uma sala de espera de ordenha adequada é fundamental para criar um ambiente confortável e eficiente para as vacas, melhorar a qualidade do leite, garantir o bem-estar animal e assim conferir ao produtor melhores resultados.

O investimento em uma sala de espera bem projetada pode resultar em benefícios significativos para a fazenda leiteira em termos de produtividade e lucratividade.

Quer dominar todas as principais áreas de uma propriedade leiteira?

Tenha acesso a um conteúdo exclusivo, dado por nossos melhores consultores, conheça a Pós-Graduação em Pecuária Leiteira do Rehagro.

Em aulas 100% online, eles ensinam técnicas com resultados comprovados na prática para que você seja capaz de aumentar a produtividade, lucratividade e qualidade do leite produzido.

O programa é completo e contempla nutrição, reprodução, controle da mastite, sanidade, criação de bezerras, gestão financeira e muito mais.

Quer saber mais detalhes? Clique no link abaixo e conheça.

Pós-Graduação em Pecuária Leiteira

Laryssa Mendonça

Comentar