Rehagro Blog
implantação de lavouras de cafe

Implantação de lavoura cafeeira: Pontos importantes

A implantação de lavoura cafeeira é extremamente importante e demanda foco, isso porque, por ser uma cultura perene, a lavoura permanecerá no campo por muitos anos. Logo, uma decisão errada mostrará seus reflexos por mais tempo, ao contrário do que acontece em culturas anuais. Além disso, devido ao alto investimento inicial para a implantação de lavouras é necessária atenção nas tomadas de decisão.

Uma lavoura bem implantada possivelmente terá maiores chances de sucesso, isso porque a utilização de mudas vigorosas, solos com fertilidade corrigida, boa estrutura física, fornecimento de matéria orgânica, entre outras práticas, proporcionam melhores condições de crescimento para as plantas, e, consequentemente maiores produtividades, que impactam diretamente na lucratividade do cafeicultor.

Mudas de qualidade

Os cuidados para implantação se iniciam desde a produção de mudas de qualidade, ou mesmo a compra de mudas em viveiros idôneos, para que sejam levados ao campo mudas vigorosas, sadias e com sistema radicular bem desenvolvido a fim de proporcionar um maior volume de solo explorado com consequente maior absorção de água e nutrientes para superar as adversidades e o período de adaptação no campo.

Correção do solo para implantação de lavoura cafeeira

A fertilidade do solo é fator de grande importância, visto que o nutriente mais limitante no solo pode limitar a produtividade das culturas. Nesse sentido, a correção da fertilidade do solo deve ser realizada nessas áreas para implantação de lavouras, se possível, recomenda-se a incorporação de calcário em maiores profundidades, como no mínimo 40 cm.

O calcário corrige o pH do solo, fator esse que influencia na disponibilidade dos nutrientes no solo para as plantas, dessa forma, quando aplicado em maiores profundidades corrige o pH no perfil do solo. O cafeeiro, por ser uma cultura perene desenvolve o sistema radicular em camadas mais profundas, podendo ser encontradas raízes em 2 m de profundidade, dessa forma, a correção do solo na camada de 0 – 20 cm contempla apenas as raízes superficiais do cafeeiro.

Aragem, subsolagem e gradagem do solo na implantação de lavoura cafeeira

Além disso, devido a cultura permanecer no campo por muitos anos, um bom preparo do solo é um ponto importante para proporcionar melhores condições para o desenvolvimento das plantas. À vista disso, práticas como aragem, gradagem e subsolagem do solo tornam-se importantes, com o intuito de reduzir a compactação do solo e desmembrar torrões de solo.

Uma imagem contendo chão, ao ar livre, céu, grama durante a implantação de lavoura de café
Subsolageem e gradagem do solo (Fonte: Diego Baquião)

Alinhamento e preparação do sulco de plantio

O alinhamento do sulco também é uma prática importante de ser feita corretamente para a implantação de lavoura cafeeira, para que o plantio seja realizado centralizado, a fim de evitar problemas posteriores com mal alinhamento de lavouras de café, em práticas como por exemplo a colheita do café.

Uma imagem contendo ao ar livre, chão, céu, grama durante a implantação de lavoura de café
Fonte: Diego Baquião


Após a realização do sulco, deve-se aplicar calcário no sulco a fim de corrigir o pH do solo e fornecer cálcio, nutriente importante para a formação da parece celular das células.

Uma imagem contendo solo sulcado durante a implantação de lavoura de café
Calagem no sulco de plantio (Fonte: Diego Baquião)

No sulco é recomendado a adição de material orgânico, como por exemplo o esterco, devido aos benefícios físicos, químicos e biológicos proporcionados pela adição desse material, que atua na manutenção da umidade, aumento da atividade biológica do solo, aumento da CTC, fornecimento de nutrientes, entre outros.

Também recomenda-se aplicar o gesso no sulco de plantio a fim de neutralizar o alumínio, uma vez que esse elemento é toxico e afeta negativamente o desenvolvimento radicular do cafeeiro. Além disso, o gesso fornece cálcio e enxofre em profundidade pois o sulfato de cálcio componente do gesso tem facilidade em percolar no solo.

imagem de solo sulcado preenchido com esterco e gesso durante a implantação de lavoura de café
Uma imagem contendo chão, edifício, parede, ao ar livre

Descrição gerada automaticamente

Fornecimento de esterco e gesso no sulco de plantio (Fonte: Diego Baquião)

Em seguida deve-se bater o sulco ou subsolar duas vezes, e posteriormente misturar os insumos. Neste caso, deve-se ter o cuidado com o adubo fosfatado, devido ao calcário complexar com o adubo fosfatado e deixá-lo indisponível para as plantas. Além disso, nessa fase de plantio é muito importante um fornecimento adequado de fósforo devido a esse nutriente ser praticamente imóvel no solo e absorvido por difusão pelas raízes.

Após a preparação do sulco, realiza-se o plantio das mudas. Para o plantio deve-se sempre cortar o fundo do saquinho, a fim de evitar problemas como o “pião torto”.

Uma imagem solo com perfurações
Uma imagem solo com perfurações e, ao lado de cada buraco, uma muda de café. Sobre as perfurações segue uma linha, usada para alinhar o plantio durante a implantação de lavoura de café
Sulco preparado para o plantio das mudas e saquinhos cortados para o plantio (Fonte: Diego Baquião)

Época de plantio

Em relação a época ideal de plantio, aqueles realizados mais tardios proporcionam menor desenvolvimento das plantas, uma vez que as plantas de café colocadas mais tarde no campo recebem menor quantidade de chuvas, e terão menor tempo para adaptação antes do período de menor disponibilidade hídrica. Por isso, aqueles plantios realizados mais cedo, apresentam um maior incremento no crescimento das plantas de café.

Imagem do solo com mudas de café com cerca de 30 centímetros de altura.
Plantio de café realizado em 18 de fevereiro. (Fonte: Luiz Paulo Vilela)
Imagem do solo com mudas de café com cerca de 45 centímetros de altura, cada muda amarrada à um suporte de madeira.
Plantio de café realizado em 19 de dezembro. (Fonte: Luiz Paulo Vilela)
Imagem do solo com plantas de café com cerca de 75 centímetros de altura, algumas mudas amarradas à suportes de madeira.
Plantio de café realizado em 31 de outubro. (Fonte: Luiz Paulo Vilela)

Dessa forma, os meses outubro e novembro, início do período chuvoso normalmente apresentam boas condições para o plantio, proporcionando assim maior disponibilidade de água para o desenvolvimento dessas plantas, como foi observado nas fotos acima.

Portanto, destaca-se que vários são os pontos que devem ser observados com atenção para a implantação da lavoura, desde a utilização de mudas de qualidade, preparo do solo, sua correção e o momento de plantio, por isso, atenção das tomadas de decisão estando sempre focado e atento aos detalhes que podem influenciar no crescimento das plantas e consequentemente no sucesso da lavoura.

Gostou deste conteúdo? Leia mais artigos da área do café.

Comentar