Rehagro Blog

Principais doenças do café: como identificá-las

Manchas amareladas, curvaturas nas folhas, apodrecimento da casca… já viu algo assim no seu cafeeiro?

Se sim, atenção! 

Esses são sintomas de doenças importantes que geram redução significativa na produtividade e qualidade do café e, consequentemente, redução do preço da saca vendida e da sua lucratividade.

Neste artigo, colocamos algumas fotos que podem ajudar na identificação das principais doenças que podem afetar o cafeeiro. 

Ferrugem do cafeeiro (Hemileia vastatrix) 

Os sintomas da Ferrugem se iniciam com pequenas manchas cloróticas translúcidas, localizadas na face inferior das folhas. Essas lesões se desenvolvem, formando massas pulverulentas de coloração amarelo-alaranjado.

doenças do café

Fonte: Equipe Rehagro

Cercospora (Cercospora coffeicola)

A Cercospora pode atacar tanto folhas quanto frutos em desenvolvimento. 

Nas folhas, os sintomas característicos são manchas circulares de coloração castanho-clara a escura, com o centro branco-acinzentado, quase sempre envolvidas por um halo amarelado. 

Nos frutos, os sintomas são pequenas manchas necróticas e deprimidas, de cor marrom a negra, estendendo-se no sentido dos pólos do fruto.

doenças do caféFonte: Equipe Rehagro

Phoma (Phoma spp)

Os sintomas da Phoma são manchas irregulares de coloração escura nas folhas, iniciando, geralmente, nos bordos, podendo provocar curvaturas. 

Nos ramos, pode-se observar lesões deprimidas e escuras, que podem envolver todo diâmetro do ramo e causar seca da extremidade ou do ponteiro.

doenças do café

Fonte: Equipe Rehagro

Mancha aureolada (Pseudomonas Syrigae)

Os sintomas da Mancha aureolada são manchas de cores pardas, circundadas por um grande halo amarelo. 

Fonte: Equipe Rehagro

Rizoctoniose (Rhizoctonia solani)

Fonte: Equipe Rehagro

Atenção!

A Cercosporiose é uma doença causadora de enormes perdas na produção e prejuízos ao produtor!

O fungo causa queda das folhas, diminuindo o desenvolvimento da planta e afetando a produtividade.

Além disso, os frutos apresentam um processo de maturação acelerada, resultando em mal granados ou em queda precoce dos mesmos em vários estádios de crescimento, podendo resultar em fermentações indesejadas.

Saiba mais sobre essa doença, seu ciclo, condições favoráveis a ele e sobre seu controle no nosso e-book: Cercosporiose do Cafeeiro.

E fique de olho nesses vilões que podem comprometer sua produção e os seus lucros!

Além da identificação de doenças, a identificação e controle das pragas, como o Bicho Mineiro e a Broca do Café, que são grandes causadoras de defeitos nos grãos de café, também é fundamental.

Para saber mais sobre o controle dessas pragas, clique aqui

E lembre-se de que as medidas preventivas de controle são sempre o melhor caminho para evitar prejuízos.

Para isso, é necessário o cuidado desde a implantação da lavoura, passando pela realização cuidadosa de todas as etapas do manejo até uma colheita e pós-colheita de qualidade.

1 comentário