Rehagro Blog

Como escolher a cultivar de soja

Quem sonha em ter sua renda focada na agricultura de grãos, já teve que escolher entre várias cultivares disponíveis. Como identificar a melhor?

Os dois primeiros passos são: amostrar o solo para análise e com isso saber suas necessidades nutricionais e escolher corretamente as cultivares, baseado em seus objetivos e potenciais.

A cultivar de soja pode ser classificada pelo hábito de crescimento e requerimento em luz (fotoperíodo). Conhecer esses aspectos são de extrema importância no sistema de produção, seja ele convencional ou plantio direto

A soja é classificada como planta de dias curtos, ou seja, depende do acúmulo de horas no escuro para iniciar o desenvolvimento da floração e reprodução. 

O fotoperíodo é variável para cada cultivar de soja, e para orientar os produtores quanto à escolha correta, para cada região específica, desenvolveu-se a classificação dos grupos de maturação.

Abaixo estão descritos os grupos de maturação para cada latitude e região, fique atento ao grupo ideal para suas condições, pois isso o auxiliará a ter bons rendimentos de grãos.

 

Cultivar de Soja: Mapa grupos de maturação para cada latitude e região

Fonte: Alliprandini et al., (2009)

Latitudes maiores, mais ao Sul, têm a característica de apresentar dias mais longos, ou seja, horas de luz maiores que horas de escuro, enquanto que latitudes menores, mais ao Norte, o comprimento do dia tende a ser igual ao comprimento da noite. 

Vale ressaltar que a latitude pode influenciar no ciclo de cada cultivar e por isso, dentro de cada faixa de maturação existem cultivares adaptadas e que possuem ciclo superprecoce, precoce, semiprecoce, médio, semitardio e tardio, logo, a escolha e o posicionamento de cada uma delas dependerá dos seus objetivos.

Cultivares determinadas

Neste tipo de hábito, as plantas atingem 90% de sua altura até o período de florescimento. Após este estágio elas praticamente cessam o seu crescimento e não ramificam mais. Então é importante saber identificar os estádios fenológicos.

Características marcantes das cultivares determinadas: o florescimento ocorre praticamente de forma simultânea pela extensão da planta e com a presença de um rácemo longo e muitas vagens no nó terminal.

 

Florescimento SojaFonte: /www.agroprecision.com.br

Crescimento indeterminado

Neste tipo de hábito, as plantas possuem a fase vegetativa simultânea à fase reprodutiva, ou seja, até o início do florescimento as plantas apresentam cerca de metade de seu crescimento potencial, assim, quando entram em estádio reprodutivo, continuam a crescer, podendo até dobrar a sua altura.

Características marcantes das cultivares indeterminadas: o florescimento ocorre de forma escalonada, de baixo para cima, podendo ter vagens desenvolvidas na base da planta e flores no ápice. Além disso, mesmo após o florescimento, formam vagens e continuam crescendo. As folhas do topo destas plantas, geralmente, são  menores que as demais, enquanto que na determinada, são do mesmo tamanho.

Atenção com o Veranico

Em caso de se escolher trabalhar com sementes de soja, da cultivar de hábito determinado, deve-se atentar à possibilidade de períodos longos sem chuva (veranico). Se a planta estiver em estádio reprodutivo, o déficit hídrico poderá provocar queda de botões florais, flores e abortamento de vagens.

Como a soja cessa o seu crescimento e produção de ramos ao florescer, acaba reduzindo seu potencial produtivo. Enquanto que em cultivares de hábito indeterminado, o reflexo de um período de veranico no florescimento, seria menos acentuado, pois continuam emitindo novos ramos e flores, mesmo após entrarem no estádio reprodutivo e assim, seria possível manter um bom potencial produtivo que refletirá na colheita dos grãos.

Cuidado com o Mofo Branco

Em áreas que ocorrem mofo branco, causado pelo fungo Sclerotinia sclerotiorum, o cultivo de soja de crescimento indeterminado aumenta o alerta do produtor, em relação à infecção. Isso porque o fungo só penetra e infecta a planta através das estruturas reprodutivas (flores), e como o período de florescimento delas é maior, a lavoura se torna mais suscetível à doença.

Além disso, por estas cultivares indeterminadas crescerem e ramificarem mais, o controle de doenças pode ser mais desafiador pela arquitetura da planta desfavorecer o acesso aos baixeiros e solo.

Agora que você sabe o que é necessário para escolher corretamente a cultivar de soja, caso opte pelo sistema de plantio direto, sabia que os restos da cultura anterior, quando associados à alta umidade, podem favorecer outras doenças fúngicas, como a mancha-alvo e, ainda, uma das principais pragas, que são os percevejos?

5 comentários