Rehagro Blog

Diferenças entre Mancha Aureolada e Cercosporiose

A confusão que pode custar caro para o produtor: Mancha Aureolada x Cercosporiose!

Os sintomas são parecidos e geram dúvidas até mesmo nos profissionais mais experientes!

Mas esse erro gera grandes prejuízos para o bolso e para a produção, uma vez que o agente etiológico é diferente e, dessa forma, o controle também!

Veja como não errar esse diagnóstico!

Mancha Aureolada e Cercosporiose

Figura 1. Sintomas de mancha aureolada no cafeeiro. (Foto: Luiz Paulo Vilela).

  • Mancha Aureolada

Causada por uma bactéria.

Bactéria: Pseudomonas Syrigae

Condições favoráveis: A mancha aureolada é favorecida por temperaturas de 25° a 30°C, pluviosidade elevada e alta umidade relativa, além disso, os ferimentos servem como porta de entrada para esse patógeno, podendo ser causado por áreas sujeitas a ação dos ventos (maiores altitudes), por chuva de granizo ou frio intenso que podem provocar essas lesões (Pozza et al., 2010).

Mancha Aureolada e Cercosporiose

Figura 2. Sintomas de mancha aureolada no cafeeiro. (Foto: Diego Baquião).

  • Cescosporiose 

Causada por um fungo.

Fungo: Cercospora coffeicola

Condições favoráveis: A cercosporiose é favorecida pela radiação solar, uma vez que locais mais expostos ao sol ativam a enzima cercosporina, aumentando assim a incidência da doença. Outra condição favorável é o desequilíbrio nutricional principalmente entre potássio e cálcio, assim como temperaturas de 10° a 25°C e alta umidade relativa.

Mancha Aureolada e Cercosporiose

Figura 3. Sintomas de cercosporiose no cafeeiro. (Foto: Luiz Paulo Vilela).

Sintomas: Mancha Aureolada x Cercosporiose

Mancha Aureolada e Cercosporiose

Figura 4. Mancha aureolada (foto da esquerda) e cercosporiose (foto da direita). (Foto: Luiz Paulo Vilela).

A mancha aureolada (figura 4 – foto da esquerda) pode infectar desde mudas de café no viveiro, lavouras novas até lavouras adultas, causando manchas de cores pardas, circundadas por um grande halo amarelo, o que caracteriza o nome mancha-aureolada. 

Figura 5. Reboleira de Mancha Aureolada em viveiro (Foto: Diego Baquião)

Para diferenciar a mancha aureolada da cercosporiose, pode-se observar a seca de ramos, que é um sintoma característico, em que os ramos secam e ficam inicialmente com as folhas murchas, caindo posteriormente as folhas, sintoma esse que não é observado pela incidência de Cercospora coffeicola

Figura 6. Incidência de mancha aureolada nos ramos de lavouras de produção (Foto: Diego Baquião).

Figura 7. Incidência de mancha aureolada nos ramos de lavouras de produção (Foto: Diego Baquião).

A Cercosporiose (figura 4 – foto da direita) é uma doença que também pode infectar desde mudas no viveiro, até lavouras novas e adultas, e pode apresentar sintomas nas folhas e nos frutos. As folhas apresentam manchas circulares de coloração castanho-clara a escura, com centro branco-acinzentado, que não é verificado no sintoma da mancha aureolada.

Essas manchas quase sempre são envolvidas por um halo amarelado, como o sintoma causada pela bactéria Pseudomonas Syrigae, porém com coloração amarelo menos acentuada.

Figura 8. Sintomas de Cercospora nas folhas de café (foto da esquerda) e nos frutos de café (foto da direita).

Atenção!

É importante estar atento aos sintomas no campo! 

Assim, o manejo correto pode ser realizado em cada uma das situações, evitando maiores prejuízos!

Fique de olho nas outras doenças que acometem o cafeeiro, como a Ferrugem e a Cercospora, além das pragas, que causam defeitos nos grãos e comprometimento da qualidade. 

Você já sabe tudo sobre elas?

Comentar