Rehagro Blog

Ambiente físico do solo

O solo forma a base da agricultura, juntamente com a água e o sol. Esse ambiente é rico em diversidade biológica. Para torná-lo adequado ao plantio, no entanto, é preciso primeiro identificar os componentes presentes nesse solo. Isso é possível por meio de uma análise de solo.

Uma das maneiras que tem se difundido para preservar o solo e fornecer demais benefícios às culturas, é o sistema de plantio direto (SPD). Ele é definido pela aplicação de três princípios: 

  1. Não há revolvimento ou se busca um menor distúrbio mecânico do solo;
  2. Cobertura do solo pela palhada;
  3. Diversificação das espécies de cultivo. 

Ambiente físico do solo

Figura 1: Visita técnica para análise da plantação de feijão sobre palhada de milho no Sul de Minas Gerais – Fonte: Sandy Azevedo

Adoção do sistema SPD

No Brasil estima-se que tenha uma área superior a 33 milhões de hectares sob SPD.

Os principais fatores para adoção generalizada do SPD: 

  1. Redução nos custos de produção e economia de tempo; 
  2. Flexibilidade técnica na semeadura, aplicação de corretivos, fertilizantes e controle de plantas daninhas; 
  3. Produtividade igual ou maior e mais estabilidade ao longo do tempo; 
  4. Maior proteção do solo contra erosão hídrica e eólica; 
  5. Maior eficiência na absorção de nutrientes pela planta; 
  6. Redução de custos e dos problemas de controle de pragas e doenças;
  7. Maior eficiência no armazenamento e captação de água pelas plantas. 

Ameaças à estrutura do solo

As formas de preparo do solo, o tráfego de máquinas e as culturas utilizadas, possuem efeito preponderante sobre a estrutura do solo.

A degradação do solo pode ser considerada uma das ameaças mais graves para o ecossistema, pois esta compromete a função do solo pelas mais diferentes causas: 

  • Erosão; 
  • Compactação;
  • Redução nos estoques de carbono do solo;
  • Perda de matéria orgânica e nutrientes.

Há uma gama de plantas de coberturas utilizadas nos trópicos e subtrópicos, ligadas a serviços de ecossistêmicos. Aplicados em sistemas de cultivos anuais ou perenes, sua adoção depende exclusivamente das diferenças climáticas regionais e pela adoção ou não do SPD.

Sistemas de Produção

A rotação de culturas é definida como a alternância ordenada de diferentes culturas, em um determinado ciclo, na mesma área e na mesma estação do ano.

A sucessão de culturas consiste no ordenamento de duas culturas na mesma área agrícola por tempo determinado, cada uma cultivada em uma estação do ano. 

A implantação de um sistema de produção diversificado não deve causar transtornos operacionais ou econômicos, pois a diversificação de culturas aumenta a complexidade das tarefas a serem executadas. 

Para um modelo de produção envolvendo a primeira e segunda safra para regiões do sul e sudeste, e centro-oeste norte e nordeste, estão como exemplo na Figura 2:

Ambiente físico do solo

Figura 2. Distribuição temporal de espécies vegetais em um exemplo de modelo de sistema de produção para regiões subtropicais e tropicais.

Plantas de Cobertura

Para o cultivo de plantas de cobertura, a capacidade de promover a absorção de nutrientes em camadas profundas do solo e acumulá-las na parte aérea, proporciona benefícios para a cultura sucessora após a degradação da palhada na superfície do solo.

Dentre as plantas de cobertura utilizadas como adubos verdes, se destacam:

  • Leguminosas: apresentam a capacidade de fixar biologicamente o nitrogênio e disponibilizá-lo para a cultura sucessora. 
  • Gramíneas: apresentam alto grau de rusticidade, elevado acúmulo de matéria verde, atuam como reguladoras da temperatura e umidade do solo e diminuem os riscos de erosão  pela alta relação C/N e menor velocidade de decomposição da biomassa.

Assim, os adubos verdes são importantes para a agricultura por promoverem a ciclagem rápida de nutrientes, favorecendo seu uso pela cultura em sequência, principalmente daqueles com potencial de lixiviação como o nitrogênio e potássio ou dos que podem ser fixados em solos intemperizados, como o fósforo.

Preparo do solo

O preparo do solo está relacionado ao seu nível de compactação. Ele visa criar condições favoráveis para um bom estabelecimento e desenvolvimento das culturas, com alto custo e alta demanda de energia. 

Um dos principais objetivos do preparo do solo é influenciar os processos do solo, predominantemente na modificação das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo.

A compactação do solo está se tornando cada vez mais uma preocupação à medida que os equipamentos agrícolas se tornam maiores e mais pesados. Por exemplo, o peso dos tratores tem aumentado de 4 ton ha-1 na década de 1940 para 20 a 45 ton ha-1 na década de 2000.

Ambiente físico do solo

Figura 3: Trator da McCorneck dos anos 50 e da Case IH modelo 2018.

As mudanças causadas pela compactação do solo deterioram as propriedades físicas do solo, como:

  • Porosidade;
  • Capacidade de ar e água;
  • Condutividade térmica. 

A água é um fator importante, não só na produção de biomassa das plantas cultivadas, mas também na manutenção da fertilidade do solo do ponto de vista físico e químico.

Tráfego controlado de máquinas

Ele é utilizado para proteger e gerenciar a estrutura física do solo das mudanças indiscriminadas de tráfego extensivo de máquinas agrícolas. 

O tráfego desorganizado de máquinas agrícolas promove aumento na densidade do solo, sua resistência e reduzindo sua porosidade.

As plantas de cobertura semeadas durante o inverno, com restrição hídrica, reduzem a compactação superficial do solo (0-0,06 cm), proporcionando maior produtividade de milho e soja cultivados no verão. 

O uso de plantas de cobertura de inverno, aliado a ausência de tráfego de máquinas, pode reduzir a densidade do solo e aumentar a macroporosidade. Por outro lado, diminui a capacidade de suporte de carga e aumenta a suscetibilidade da superfície do solo à compactação.

Quando o solo apresenta compactação e mesmo assim o produtor quer utilizar a área com a adoção de SPD, a máquina, no entanto, pode ser uma aliada. É o caso dos escarificadores e subsoladores.

Você pode conferir mais sobre isso no artigo a seguir:

Tenha uma boa leitura.

Comentar