Rehagro Blog

Como realizar a secagem do café em terreiros

A busca pela produção de cafés de qualidade, para se ter um maior valor agregado na saca e aumentar a lucratividade do produtor, é constante.

Essa qualidade é influenciada por vários fatores, desde a cultivar, o local de plantio, seu microclima, altitude, manejo da lavoura, colheita e o processo de pós-colheita do café.

Apesar de todos esses fatores serem muito importantes, e afetarem a qualidade do café, o manejo de pós-colheita merece destaque, pois falhas nesse processo podem ser determinantes para a qualidade e consequentemente impactar negativamente no valor da saca. Nesse sentido, o processo de secagem exige grande cuidado e atenção!

Assim que o café é colhido, os grãos possuem alta umidade e isso varia de acordo com o estado de maturação. Com isso, é necessário fazer a secagem dos grãos para evitar alterações indesejadas que venham a prejudicar a qualidade do produto. 

O processo mais comum de secagem é feito em terreiros e/ou secadores. Dentre os terreiros existem vários tipos: 

  • Terreiros de terra; 
  • Terreiros de concreto; 
  • Terreiros de lama asfáltica; 
  • Terreiros suspensos. 

Existe também a variação entre secadores verticais, horizontais, fixos, podendo ainda ser classificados como pré-secadores e secadores.

Neste material falaremos sobre:

  • Tipos de terreiros;
  • O manejo de cafés naturais em terreiros;
  • Dimensionamento de terreiros;

Tipos de terreiros

O quadro a seguir detalha os pontos importantes em função do tipo de terreiro que será utilizado na propriedade cafeeira. 

Esse quadro considera desde o tamanho da propriedade ao custo da construção desse tipo de terreiro.

Outro aspecto que você vai poder notar é a qualidade final do produto em cada tipo de terreiro e, com isso, entender  o porquê dele ser ou não recomendado:(X – Não recomendado V – recomendado).

Dessa forma, se o objetivo é produzir café com maior valor agregado no mercado, o terreiro de terra não é recomendado, uma vez que ele afeta significativamente a qualidade do grão. 

Assim, há várias opções que suprem as características para a obtenção dessa qualidade. Podendo ser o terreiro de concreto, lama asfáltica ou o terreiro suspenso. Esse último, normalmente, já é utilizado para secar lotes menores que possuem um potencial para a qualidade. 

Secagem do café natural em terreiro

Figura 1. Secagem do café natural 

secagem do café em terreiros

Fonte: Equipe Rehagro café

Na secagem do café natural em terreiro deve-se realizar um manejo adequado para não haver fermentações indesejáveis. Listei abaixo um passo a passo para você fazer esses procedimentos de forma correta:

  • Os cafés devem ser espalhados grão a grão;
  • Não se deve mexer os grãos de café no primeiro dia. Isso ajuda a evitar o descascamento;
  • Passado o primeiro dia, o café deverá ser revolvido pelo menos 12 vezes durante o dia;
  • Após  2 a 3 dias de secagem, realiza-se a primeira dobra de camadas;
  • Já a segunda dobra, deve ocorrer no 4º ou 5º dia de secagem e o revolvimento deve continuar 12 vezes ao dia;
  • A terceira dobra, realizar cerca de 6 a 7 dias, continuando o mesmo número de revolvimentos.
  • Após a meia-seca (25 – 30% umidade), deve-se enleirar o café todos os dias às 15:00 e cobrir com pano de colheita e lona;
  • No dia seguinte, as leiras serão descobertas às 09:00 e o café esparramado;

Assim, completa-se o processo de secagem chegando no teor de água do café entre 10,8 % e 11,2%.

Figura 2. Frutos de café grão a grão no terreiro

secagem do café em terreiros

Fonte: Larissa Cocato

De forma geral, o revolvimento do café deve ser feito no sentido em que a incidência da radiação solar tenha a melhor distribuição sobre eles, ou seja, caso essa movimentação seja manual é extremamente importante que a sombra do terreiro esteja à sua frente ou atrás.

O tempo de secagem poderá variar de 8 até 30 dias de acordo com o tipo de café, terreiro e condições climáticas. 

Um ponto importante a ser empregado para uma melhor secagem é a separação de lotes. Para isso, é necessário considerar: 

  • Época de colheita; 
  • Umidade em que os grãos se encontram; 
  • Homogeneidade dos lotes. 

Nesse sentido, os lotes devem ser unidos com um dia de diferença somente. Esse tipo de estratégia evita a desuniformidade do lote, que consequentemente pode prejudicar a qualidade e desvalorizar a saca.

Dimensionamento de terreiros

O dimensionamento do terreiro é outro ponto fundamental a ser considerado.

Existe um cálculo relativamente fácil que pode te ajudar a dimensionar os terreiros em sua propriedade.

Tudo começa por uma fórmula simples, que leva em conta 4 fatores. Eu explico mais detalhadamente, abaixo:

S = 0,02 x Qt / n

S: área do terreiro em m²

Q: colheita média anual de café da roça, em Lt

t: tempo médio da seca na região em dias

n: período de colheita em dias

  • Exemplo: O café da fazenda do senhor José passará por beneficiamento. Sua colheita de 1.000 sacas, com rendimento de 450 Lt/sc de café beneficiado, atinge 450.000 Lt de café da roça. A secagem no terreiro demora 12 dias em média para estar completamente finalizada, enquanto o período de colheita leva 90 dias.

Qual será o dimensionamento desse terreiro? Vamos usar a fórmula!

S = 0,02 x Q x t / n

S = 0,02 x (450.000) x 12 / 90

S = 1.200 m²

De acordo com os cálculos, o dimensionamento do terreiro da fazenda do Sr. José, deverá ser de 1.200 m².

** Obs: Pode haver variação da demanda de terreiro em função das condições climáticas, presença de secador, etc..

Cuidado

A secagem completa do café no terreiro poderá onerar os custos, dependendo do tamanho da produção, visto que poderá exigir grande área e mão-de-obra. Por isso, é necessário adaptar e planejar a estrutura de secagem conforme a produção da propriedade. 

É importante lembrar que quanto maior o tempo de secagem do café no terreiro, maiores também serão os riscos de deterioração do produto devido a exposição do café às oscilações climáticas.

No artigo Como aumentar a qualidade do seu café, eu ensino as diversas etapas para tornar isso possível. Inclusive, também explico a secagem que você viu nesse artigo, as diferenças nos processos quando o grão é natural ou cereja descascado e muito mais. Com certeza irá te ajudar.

Você pode acessar clicando no link abaixo:

Aumento da qualidade do café

Tenha uma boa leitura e muito sucesso!

Comentar