Rehagro Blog
Máquina agrícola aplicando fungicidas em uma lavoura de soja

Fungicidas: quais são os principais tipos?

Quem vive da agricultura, com certeza já se deparou com doenças fúngicas e pragas. O controle, de modo geral, é feito por meio de fungicidas e inseticidas. No entanto, como saber qual o ideal para sua lavoura?

Primeiramente, o que é fungicida e inseticida? A pergunta parece bem simples, porém, dentre os grupos, possuem diversas classes.

Fungicida ou inseticida?

1. Fungicida: é um defensivo agrícola usado para controlar ou acabar com fungos que atacam e reduzem produtividades em plantas.

2. Inseticida: de modo geral, são substâncias químicas e biológicas usadas para controle e combate de insetos-pragas que causam prejuízos às lavouras. Agem em todas as fases do inseto.

Só para a soja, são registrados mais de 350 tipos de fungicidas e mais de 340 em inseticidas. Há aqueles indicados para tratamento de sementes, os preventivos, os que agem diretamente na planta, e muitos outros. Por isso, é importante entender como é a ação desse tipo de defensivo em sua lavoura.

 

Sem tempo para ler agora? Baixe este artigo em PDF!


Fungicidas protetores x sistêmicos

De modo geral e informal, as pessoas costumam dividir os fungicidas entre aqueles que são protetores e aqueles que são sistêmicos.

Nosso antigo coordenador, facilitador e consultor Geraldo Gontijo, que também é mestre em Fitotecnia, com ênfase em vários cereais, como a soja e o milho, explica sobre os tipos de fungicidas no vídeo abaixo.

Se analisarmos de forma mais simplificada, os fungicidas do tipo protetor são aqueles com ações mais superficiais, enquanto os sistêmicos, são aqueles que agem mais profundamente na planta. No entanto, é muito comum ter confusão quanto aos sistêmicos, é o que explica Geraldo:

“É comum muitos pensarem que quando um determinado produto possui ação sistêmica, consegue se translocar de uma folha para a outra. Na verdade, todas as vezes em que falamos de sistematicidade, tanto de fungicida quanto de inseticida, é uma sistematicidade baixa!”

E isso está atrelado ao vaso condutor o qual o fungicida irá agir. Clique no link do vídeo acima e entenda melhor essa relação.

Baixar e-book Tecnologia de aplicação de defensivos agrícolas

Em busca de mais produtividade, lucratividade e sustentabilidade nas lavouras de grãos?

Soja e milho são culturas de alta intensidades produtivas, possuindo mais de uma safra ao ano. Isso significa que qualquer cuidado é pouco. Aliás, dependendo da doença, pragas ou até mesmo a planta daninha que surgir na lavoura, pode ocasionar mais de 80% de perdas. Dependendo da severidade, pode dar perda total e o produtor ter prejuízos grandiosos.

O melhor é sempre a prevenção do que o combate. Claro que quando o agente causal de dano surgir, é preciso agir, mas antecipar isso, deixando suas lavouras protegidas, pode ser a chave para a lucratividade garantida.

Como saber exatamente o que sua lavoura precisa, pelo que ela está propensa a passar ou mesmo tomar a decisão segura de qual o melhor insumo para sua região, fase da cultura ou simplesmente a realidade da sua fazenda?

Conheça o Curso Gestão na Produção de Grãos, uma capacitação completa, dada por consultores de grande experiência, com foco prático e aplicável.

Nele, são ensinadas técnicas que têm seus resultados comprovados em fazendas de todo o Brasil, ao longo de mais de 20 anos de consultoria na área.

Disponível no formato 100% online e presencial.

→ Mais de 97% dos ex-alunos indicam essa capacitação. 

Quer entender melhor sobre como ela pode ajudar você a alcançar seus objetivos?

Clique no link e saiba mais!

Curso Gestão na Produção de Grãos

Comentar