Rehagro Blog

Calcário x gesso: quais as diferenças?

O calcário e o gesso são insumos muito importantes de serem utilizados nas lavouras de café. No entanto, ainda se tem dúvidas em relação a atuação e as diferenças entre eles. À seguir, veremos as diferenças de calcário x gesso.

calcário e gesso

Figura 1. Gesso agrícola em lavouras de café. (Foto: Larissa Cocato)

calcário e gesso

Figura 2. Calcário em superfície. (Foto: Luiz Paulo Vilela).

O que é o gesso? O que é o calcário?

Gesso: 

O gesso agrícola é um subproduto da indústria de fertilizantes fosfatados, em que a partir da reação da rocha fosfatada com o ácido sulfúrico se dá a formação do adubo fosfatado e o resíduo desta reação química é o sulfato de cálcio, popularmente conhecido como gesso agrícola.

Calcário:

O calcário é uma rocha sedimentar, que tem em sua composição carbonato de cálcio, podendo ter outros compostos.

Quais são as diferenças entre eles:

Tabela 1. Diferença entre calcário e gesso:

calcário e gesso

O calcário corrige a acidez dos solos, essa correção se faz necessária para promover maior eficiência na absorção de água e nutrientes pelas plantas e consequentemente obter melhores produtividades para as culturas.

O gesso promove alteração da forma iônica do alumínio, para uma forma menos tóxica, sendo este fato, extremamente vantajoso, pois o alumínio é um elemento prejudicial às raízes, visto que ele acarreta em engrossamento das mesmas, afetando assim na absorção de nutrientes. Dessa forma, propiciando melhores condições para o desenvolvimento das raízes e maior volume de solo explorado por elas.

** É importante destacar que, o ânion SO42- (base fraca) não tem praticamente capacidade de hidrolisar a água e produzir OH-, por essa razão, o gesso não é considerado corretivo da acidez.

O gesso pode substituir o calcário?

Conforme mostrado na tabela acima, o gesso e o calcário apresentam grandes diferenças, e por isso, um insumo não pode ser substituído pelo outro. O calcário é um corretivo do solo, ou seja, ele corrige o pH do solo, já o gesso, é um condicionador de solo. Um condicionador de solo é um material que proporciona melhoria das propriedades físicas, químicas ou da atividade biológica do solo. O gesso atua como melhorador químico do ambiente radicular, principalmente devido a sua ação sobre o alumínio trocável.

Reações do calcário e do gesso:

Como já mencionamos as diferenças entre o calcário e o gesso, as reações deles no solo também são diferentes:

Calcário:

Após a aplicação de calcário no solo, o ânion CO32- (base forte) é o principal responsável pela hidrolise da água e formação do íon OH, que irá neutralizar a acidez ativa (H+) do solo.

** A partir das reações, percebemos o quanto é importante a presença de água para que ocorra a reação do calcário, e consequentemente ele atue no solo.

A correção da toxidez do alumínio ocorre por reações de precipitação desses elementos, na forma de oxihidróxido: Al(OH)3.

Gesso

Em um solo com umidade suficiente, o gesso agrícola sofre dissolução. Uma vez na solução do solo, o Ca2+ pode interagir com o complexo de troca do solo, deslocando cátions, como Al3+, K+, Mg2+, para a solução do solo, que podem, por sua vez, reagir com SO42-, formando AlSO4+, que é menos tóxica às plantas e os pares iônicos neutros: K2SO40, CaSO40 e MgSO40. Dada a sua neutralidade, os pares iônicos apresentam grande mobilidade ao longo do perfil, ocasionando uma descida de cátions para as camadas mais profundas do solo.

Quais são os benefícios do calcário e do gesso:

Tabela 2. Benefícios do calcário e do gesso:

calcário e gesso

Resultados de estudos mostram que o gesso propicia maior distribuição das raízes em profundidade (Souza et al., 2001), dessa forma, acarretando em maior volume de solo explorado e maior absorção de água e nutrientes. Esse fato torna-se ainda mais importante em períodos de veranico, em que plantas com raízes mais profundas apresentam melhores condições para tolerar esses períodos.

Tipos de calcário:

Em relação aos calcários, pelos teores de Mg, eles podem ser classificados nos seguintes tipos:

– Calcítico, que apresenta teores de óxido de magnésio inferiores a 5%.

– Magnesiano, que possui teores de óxido de magnésio em torno de 5 a 12%.

– Dolomítico, que possui teores de óxido de magnésio acima de 12%.

Além disso, os calcários também se diferem pelo seu PRNT, ou seja, Poder Relativo de Neutralização Total. O PRNT é calculado por uma fórmula que considera o PN e o ER:

PRNT = (PN x ER) / 100

Dessa forma, para analisarmos o PRNT temos que nos atentar ao ‘’Poder de neutralização (PN)’’ que se define na capacidade neutralizante que as bases do corretivo possui e também a “Reatividade das partículas (ER)’’, que considera a granulometria do calcário.

Nesse sentido, para a escolha do calcário devemos considerar os valores de PN e ER, pois um calcário com mesmo PRNT, pode ter tempo de neutralização diferente, visto que, os valores de PN e ER podem ser diferentes e resultar em um mesmo valor de PRNT.

Tipos de gesso:

O gesso agrícola por sua vez, atua como um grande fornecedor de cálcio e enxofre e condicionante de solo como foram citados anteriormente, sua composição química varia entre 16 a 20% nos teores de cálcio e de 13 a 16% nos teores de enxofre. 

Considerações:

Conforme mostrado acima, o gesso e o calcário atuam de formas diferentes no solo. Por isso, não podem ser substituídos um pelo outro. Portanto, suas recomendações variam de acordo com as condições e necessidades dos solos.

Para conteúdos EXCLUSIVOS, siga-nos no Instagram. Clique AQUI!

Referências:

  • CALCÁRIO SOLO FÉRTIL. Calcário. Disponível em: <https://calcariosolofertil.com.br/category/produtos/>. Data de acesso: 04 nov. de 2020.
  • NOVAIS, R. F.; ALVAREZ V. V. H.; BARROS, N. F. de; FONTES, R. L. F.; CANTARUTTI, R. B.; NEVES, J. C. L. Fertilidade do Solo. 1017 p. 2007.

Comentar