Rehagro Blog
calibragem de pulverizador

Você sabe como calibrar um pulverizador costal para a cultura do café?

Passos para calibrar um pulverizador para a cultura do café:

1- Primeiro deve-se abastecer o pulverizador somente com água.

2- O pulverizador costal deve ser colocado nas costas do aplicador e ser ajustada a alça para que o equipamento fique confortável. (É importante que o aplicador esteja utilizando equipamentos de proteção individual (EPI’s)).

3- Peça para que o aplicador pulverize a água nas plantas de café caminhando a uma distância marcada de 20 metros por exemplo. Nesta etapa é importante que o aplicador ande em uma velocidade confortável e mantenha a velocidade e a pressão (em casos de pulverizadores costais manuais) sempre constante.

4- Posteriormente, deve-se medir a quantidade de água necessária para reabastecer o tanque do pulverizador, para dessa forma verificar qual foi a quantidade de água gasta naquele percurso. Nesta etapa é importante utilizar calibradores graduados para medir com mais precisão o volume aplicado.

5- Essa prática deve ser repetida por mais duas ou três vezes para que se calcule o gasto médio de água durante esta aplicação, nessa mesma distância (20 metros).

6- Considerando a cultura do café, com um espaçamento de 3,6 m entre ruas e 0,75 m entre plantas, equivale a 36 metros quadrados pulverizados, isso porque, como a pulverização atingira apenas metade da copa do café, a área pulverizada é com base em 20 metros andados multiplicado pela metade do espaçamento entre as ruas. Dessa forma:

20 metros (caminhados pelo aplicador) * 1,8 metros (metade do espaçamento entre ruas de 3,6 m) = 36 m2 pulverizados.

7- Se neste percurso (36 m2), a quantidade de água média medida nas três pulverizações teste foi de 900 ml (0,9 litros), a quantidade em um hectare será de:

36 m2 ___________________ 0,9 litros

10.000 m2 ________________X

X = 250,0 litros de calda por ha

8- Se a dosagem do produto é de 400 ml por hectare, considerando uma capacidade do tanque do pulverizador de 20 litros:

250,0 L  _____ 400 ml de produto por ha

20 L     ______ X

X = 32,0 ml

Dessa forma, será recomendado para cada um tanque desse pulverizador cheio, 32,0 ml de produto.

9- Da mesma forma, se o produto recomendado for em quilograma, como por exemplo: 2,0 kg por hectare, considerando o mesmo volume do tanque, de 20 litros:

250,0 L  _______ 20 kg de produto por ha

20 L     ________ X

X = 0,16 kg => 160 gramas.

Dessa forma, será recomendado para cada um tanque desse pulverizador cheio, 160 gramas de produto, que deve ser medido com balança de precisão.

10- Para pulverizar um hectare, será necessário abastecer o tanque do pulverizador 13 vezes, isso porque:

250,0 L de calda/20 L (capacidade do pulverizador) = 12,5 bombas => 13 tanques do pulverizador.

** Considerando a aplicação com pulverizadores costais o volume de pulverização por hectare fica em torno de 250 L/ha.

** Para casos em que o volume de pulverização encontrado não seja o desejado, substitua o bico por um de menor ou maior vazão ou ajuste o caminhamento do aplicador (velocidade), até que o volume desejado seja encontrado. Após essas alterações, devem ser realizadas novamente a pratica de calibragem descrita acima.

** Para calibração de pulverizadores costais motorizados, durante a aplicação e o trabalho o acelerador deve estar no seu ponto máximo.

** Destaca-se que o volume do pulverizador já consta o total do produto químico recomendado mais a água. Neste exemplo, com volume de 20 litros, já se refere a quantidade de produto químico adicionado a água.

Como avaliar a pulverização:

Após a calibração das doses e volume de calda, é importante que a pulverização atinja seu alvo, para que o produto fitossanitário exerça sua ação. Isso porque, mesmo na quantidade adequada do produto químico, se ele não atingir seu alvo, haverá perdas de eficácia na pulverização. Por isso, para avaliar a pulverização, podem ser utilizados papeis hidrossensíveis, que devem ser colocados nas plantas, e após isso, realizar uma pulverização teste com água nessas plantas, caminhando normalmente com o pulverizador. Esses papeis quando em contato com água, desenvolvem manchas azuis muito nítidas, dessa forma, eles podem ser utilizados para avaliar a cobertura daquela pulverização.

Cuidados necessários na pulverização:

– Utilizar água de boa qualidade na pulverização.

– Antes de iniciar a calibração e a pulverização, checar se o equipamento está funcionando normalmente, sem vazamentos.

– Checar se o equipamento está limpo. Sempre realizar a limpeza e manutenção com frequência no seu pulverizador.

– Os aplicadores devem utilizar EPI’s adequados.

– É importante verificar se as condições climáticas estão adequadas para a realização da pulverização.  Condições de alta temperatura, baixa umidade e muito vento, são condições menos favoráveis a aplicação.

Tabela 1. Condições ideais para aplicação.

Fatores Faixa preferencial
Temperatura < 30° C
Umidade relativa > 50%
Velocidade do vento 3 a 10 km/h

Por Larissa Cocato

Referências:

ANTUNIASSI, U. R. Qualidade em tecnologia de aplicação de defensivos. FCA/UNESP, Botucatu/SP, 2005.

Manual de tecnologia de aplicação/ANDEF – Associação Nacional de Defesa Vegetal. — Campinas, São Paulo : Linea Creativa, 2004.

Métodos para Calibração de Pulverizadores. Link: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/130723/1/2006PL-049.pdf

webinar-leite

Comentar