Rehagro Blog
alimentação de bezerro

Dicas para correta utilização do sucedâneo no aleitamento de bezerras

Dicas para correta utilização do sucedâneo no aleitamento de bezerras
Gostou desse artigo?

Fornecer leite de descarte ou sucedâneo lácteo para bezerras, qual a melhor opção? Essa escolha é muitas vezes norteada na “redução de custos”. Entretanto, é preciso enxergar a criação de bezerras como um investimento e não somente como custo, pois serão as futuras vacas de leite.

Claro, não se deve ignorar a parte econômica, e sim fazer sua análise vinculada ao desempenho animal, ou seja, a opção deve ser baseada em análise de melhor custo-benefício. Nesse sentido, além da redução de custos, outras vantagens podem ser ressaltadas quanto ao uso de sucedâneos. Como desvincular o horário da ordenha do trato dos bezerros e evitar a transmissão vertical (via leite) de doenças da vaca para a bezerra.

A sua correta utilização será fundamental para ter oportunidade de desfrutar dos benefícios citados. Para isso é preciso atenção primeiramente na decisão da sua inclusão ou não na dieta. Por fim, caso a melhor opção seja sua utilização, será necessário foco em alguns pontos para compra de um produto que proporcione também boas condições de desenvolvimento as bezerras.

Pontos a serem avaliados para tomada de decisão entre sucedâneo ou leite descarte:

  • Composição do sucedâneo x Composição do leite de descarte
  • Custo por litro de leite preparado x Custo de leite vendido para indústria
  • Disponibilidade de leite descarte

Dicas para correta escolha do sucedâneo a ser utilizado:

  • Composição deve conter 10-15% de gordura, 18-22% de proteína e fibra menor que 0,15%.
  • Maior parte da proteína deve ser originada de derivados (ex: proteínas do leite desnatado, proteínas do soro do leite, concentrado proteico de soro, etc).
  • Lactose deve ser a principal fonte de energia. A quantidade de substitutos não deve ser maior que 8 a 10% na MS. Promove maior crescimento de tecidos corporais que gordura.
  • Se o concentrado utilizado na fazenda tiver 18% de PB o sucedâneo deve ter 21 a 23%PB e quando o concentrado tiver 16% de PBo sucedâneo deve ter de 22,6 a 24,8% de PB.
  • Utilizar diluição recomendada pelo fabricante, geralmente, é de 12,5% de sólidos por litro.
  • Garantir boa homogeneidade da solução até fornecimento.