Rehagro Blog
Deficiência de magnésio no café

Deficiência de Magnésio (Mg) em cafeeiro

deficiencia de magnesio no caféFoto: Diego Baquião/

As plantas absorvem o magnésio (Mg) da solução do solo na forma de Mg2+, ele é acessado pelas raízes principalmente pelos mecanismos de interceptação radicular e fluxo de massa, contudo a absorção de Mg pode ser fortemente afetada pela alta disponibilidade de K+ e Ca2+, devido a inibição competitiva, de maneira geral as plantas de café absorvem quatro vezes mais cálcio em relação ao magnésio Esse nutriente apresenta papel importante como componente estrutural da clorofila e ativação enzimática. Participando assim, de vários processos vitais no metabolismo das plantas, como fotossíntese, respiração, síntese de carboidratos e outros.

Padrões referenciais médios para avaliação de resultados de análise de solo na cultura do café:

  • A presente tabela refere-se a um solo de Textura e CTC médias ( 6-12 ).
  • mg/dm³ = ppm ;  Cmol/dm³ = eq.mg/100g.
  • Para o Alumínio e para o H + Al a condição de menores níveis é a mais adequada, por isso os valores são decrescente. (Fonte: PROCAFÉ).

Atualmente alguns consultores e produtores trabalham para deixar o teor de Magnésio no solo acima de 1,5 Cmol/dm³, visto as altas produtividades alcançadas ocasionando em maior extração no solo.

Padrões referenciais médios para avaliação de resultados de análise de folha na cultura do café:

Atualmente um dos fatores que mais ocasionam deficiência deste nutriente nas plantas é o alto teor de Potássio no solo. Em muitos casos a utilização de adubação com Potássio nas lavouras tem sido exagerada somando-se com a falta de fornecimento de Magnésio. No solo uma boa relação Ca:Mg:K seria 9:3:1 ou 25:5:1 o que na maioria dos casos não ocorre.

Exemplo:

Deve-se tomar muito cuidado pois neste caso a lavoura apresenta agravamento nos sintomas das doenças que dificilmente são controladas por fungicidas. Abaixo desfolhamento da lavoura 2 citada na análise de solo acima devido ao desbalanço nutricional.

Lavoura com intenso ataque de cercosporiose e ferrugem, mesmo tendo controle químico com fungicidas preventivos e curativos, desfolha principalmente no terço superior das plantas.

planta café(Foto: Diego Baquião)

Sintoma de deficiência:

Por ser um nutriente móvel, a deficiência de magnésio ocorre inicialmente nas folhas velhas, com clorose entre as nervuras, devido à redução no teor de clorofila.

folha de café

Fornecimento:

O fornecimento do magnésio é feito normalmente por calcário com maiores teores de magnésio. Salientando a importância de se suprir a demanda de Mg via calcário, visto que, as outras fontes de Mg são mais dispendiosas quando comparado ao fornecimento pelo calcário.

Em lavouras que apresentarem deficiência desse nutriente, faz se o fornecimento por óxido de magnésio (45-54% de Mg) (Alcarde, 2007) ou por sulfato de magnésio (9% de Mg). Entretanto, esses casos são menos comuns, devido aos custos.

Além disso, alguns técnicos realizam aplicações via foliar com Mg no início e no fim do período seco, devido à dificuldade de absorção nesse período.

Referências:

ALCARDE, J. C. Fertilizantes. In: NOVAIS, R. F.; ALVAREZ, V. H.; BARROS, N. F.; FONTES, R. L. F.; CANTARUTTI, R. B.; NEVES, J. C. L. Fertilidade do solo. Viçosa, MG, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. p. 4737-768, 2007.

Comentar