Rehagro Blog

Chegar terra em cafeeiros novos

 

Chegar  terra é uma prática que tem sido realizada em lavouras novas a fim de manter a umidade do solo principalmente no período seco, e proteger o sistema radicular mais superficial, uma vez que a camada de terra mais espessa no solo protege o sistema radicular do superaquecimento da superfície do solo, que pode ser prejudicial as raízes.

Outro benefício é que a grade utilizada nessa operação atua como uma capina nas laterais da linha de plantio do cafeeiro, pelo fato da terra enterrar o mato. Além disso, essa prática proporciona maior firmeza das mudas, evitando o tombamento pela ação dos ventos e isso tem sido um grande problema em lavouras novas com bom desenvolvimento.

Por isso, devido a esses benefícios esse manejo tem sido muito realizado a fim de proporcionar melhores condições para o crescimento e desenvolvimento das plantas.

Vale ressaltar que chegar  terra é uma prática recomendada para proteger o cafeeiro da “canela de geada” em situações de risco de geada. De acordo com Caramori e Chaves, 1986, a realização dessa prática em cafeeiros, evita a ocorrência de canela de geada (dano aos troncos dos cafeeiros), se comparado as plantas em que essa prática não foi realizada, em que pelo menos uma planta foi afetada.

Época de realização

Essa prática é realizada de março a abril em lavouras novas, que normalmente foram plantadas em outubro, novembro e dezembro, para que essas plantas suportem melhor o período seco, esse de maior estresse as plantas, devido aos benefícios proporcionados por esse manejo.

Equipamentos utilizados

O chegamento de terra pode ser feito por meio de uma adaptação de equipamentos, como é feito com a grade, invertendo os dois discos, conforme mostra as figuras abaixo (Figura 1 e 2):

chegar terra

Figura 1. Equipamento adaptado para chegar terra em cafeeiros (Fonte: Daniel Veiga)

chegar terra

Figura 2. Chegando terra em mudas de café com uma adaptação na grade (Fonte: Daniel Veiga)

No entanto, por meio desse equipamento são formados mais torrões e um degrau na lavoura, conforme mostra a figura abaixo (Figura 3):

chegar terra

Figura 3. Chegamento de terra em mudas feito com grade adaptada (Fonte: Daniel Veiga)

chegar terra

Figura 4. Mudas de café com chegamento de terra (Fonte: Daniel Veiga)

Outra forma de chegar terra é com a roça carpe (Figura 5), sendo esse equipamento preferido por alguns técnicos devido a não formar torrões e não formar degrau nas lavouras (Figura 5 e 6). 

Figura 5. Prática de chegamento de terra em mudas de café com roçacarpe (Fonte: Daniel Veiga).

chegar terra

Figura 6. Chegamento de terra em cafeeiros novos realizado com a roçacarpe (Fonte: Daniel Veiga)

Chegamento de terra

Alguns técnicos tem realizado associado ao chegamento de terra a adição de adubos de liberação lenta para proporcionar crescimento dessas plantas no período mais seco, no entanto, apesar de serem observados resultados visuais positivos com a realização dessa prática, ainda faltam trabalhos de pesquisa que comprovem os incrementos no crescimento e desenvolvimento das plantas. Assim como, alguns técnicos relatam que há um maior crescimento e desenvolvimento das mudas submetidas apenas ao chegamento de terra se comparado à plantas em que esse manejo não foi realizado, mas da mesma forma, apesar de já ser amplamente realizada em fazenda, faltam trabalhos de pesquisa quantificando os resultados positivos dessa prática.

Referências:

  • CARAMORI, Paulo H.; CHAVES, Júlio CD. Proteção de cafeeiros jovens contra os efeitos de geadas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 19, n. 6, p. 665-668, 1984. (Link)

Comentar