Rehagro Blog

Check de metas e plano de ação nas propriedades rurais

Em todas as áreas da pecuária a competitividade vem se tornando cada vez mais forte, isso devido à ampla concorrência de mercado e mudança no estilo de consumidores, cada vez mais exigentes. Reavaliar métodos de produção e implantar melhorias para o sistema tem gerado satisfação não só para produtores, mas para clientes, tendo em vista um produto final cada vez melhor (LONGARAY, A. A.; et al.; 2017).

Para alcançar resultados em uma fazenda ou em qualquer empresa, são necessários profissionais focados em planejamento, organização, direção e controle, fazendo uso dos indicadores de desempenho de grande importância, além de conhecer os pontos positivos e negativos do negócio (ROSA, A. do N; et al.; 2013). Para isso, utilizam-se ferramentas de gestão que auxiliam no cumprimento do check de metas, no controle de índices zootécnicos e que ajudam a diminuir os gargalos na produção.

Uma ferramenta criada por um professor de gerenciamento de qualidade nos EUA chamado, William Edwards Deming, é um exemplo a ser utilizada para realização de planos de ação e check de metas, conhecida como PDCA, seu objetivo é reduzir custos, estender lucros e aumentar a satisfação do cliente, através do controle da qualidade, visando às oportunidades na produção (FREITAS, 2017).

O método segue um ciclo de Planejar, onde se define objetivos e metas, Executar, onde as tarefas são realizadas, Checar, quando o ckeck e investigação de cada processo entram em ação e o Agir, sendo a ultima etapa do ciclo, onde caso existam erros ou falhas no sistema anterior, será feita uma intervenção no processo ou em caso de ações corretas, haverá uma padronização.

Fonte: (LONGARAY, A. A.; et al.; 2015)

Planejar o check de metas é a etapa mais longa do processo, exige programação de todos os gastos e receitas, pois só assim é possível prever o resultado esperado, um exemplo seria mensurar insumos das atividades da fazenda, registrando detalhes e respondendo perguntas como: quanto se tem comprado? A que preço? Até quando duram os estoques? Quais são as oportunidades nessa compra ou nesses gastos? Qual seria o objetivo em um determinado tempo? As metas estabelecidas devem ter objetivos (aonde se quer chegar), valor (o que se quer ganhar) e prazo (em quanto tempo será realizado). Em outras palavras, almeja-se uma meta “SMART”, específica, mensurável, atingível, relevante e temporal.  

Tudo que for executado é de grande importância que todos os envolvidos estejam cientes das ações individuais e tenham dimensão do trabalho em equipe, que sejam treinados e recebam acompanhamento sempre que necessário.

O principal objetivo do check de metas é evitar problemas como esquecimento e descumprimento de tarefas fundamentais para o desenvolvimento da fazenda. Para analisar as metas precisa-se ter objetividade e clareza, afim de, evitar contratempos como erro de comunicação e entendimento, onde só tardarão o processo.

Finalizar, identificando erros, propondo ações corretivas, apresentando feedback para os envolvidos nas ações propostas e realizando procedimentos operacionais padrões. 

Além do PDCA podemos citar o 5W2H, um exemplo de formato para realização de planos de ação e ckeck de metas, uma ferramenta que surgiu no Japão com o intuito de facilitar o planejamento de qualquer demanda, assim ela trás maior controle do que foi ou não realizado dentro da fazenda, em determinado prazo, propondo ações objetivas e delegando responsáveis para cada tipo de tarefa (FREITAS, 2017). 

WHAT WHY WHERE WHEN WHO HOW HOW MUCH
O QUE POR QUE ONDE QUANDO QUEM COMO QUANTO

Fonte: Arquivo pessoal

A tabela baixo foi realizada através do DRE (Demonstração do resultado do exercício) de três fazendas parceiras do Rehagro.

Sabendo que a Fazenda A fica no Pará, a Fazenda B em Goiás e a Fazenda C no Piauí entende-se que as realidades das mesmas não são iguais, portanto a tabela não tem por finalidade compara-las, mas enfatizar os resultados de empresas que colocaram a gestão em prática:

A variação percentual do Lucro Bruto na fazenda “A” foi de 237%, na fazenda “B” de 183% e na fazenda “C” de 2784%.

Tais objetivos só foram alcançados através da identificação de perdas na produção, visando oportunidades com auxílio de planos de ação e reuniões periódicas para ckeck de metas. É notório que o atingir das metas com o cumprimento das tarefas é parte fundamental para motivação do grupo de funcionários.

Independente da ferramenta de plano de ação a ser usada na empresa, o fundamental é ter metas claras, objetivas e mensuráveis. Listar funções, detalhar a execução das mesmas, estabelecer prazos, delegar tarefas e monitorar o andamento das tais.

Outras ferramentas de gestão, não exemplificadas, existem com o mesmo objetivo de melhoria da qualidade contínua, beneficiando não somente a empresa, mas o consumidor final, como já foi citado. É dessa forma que o talento para atividades gerenciais se torna um diferencial, conquistando a tão sonhada eficiência e desprezando as imprecisões. As ferramentas apresentadas são um auxilio para o cumprimento de forma efetiva de todos os planejamentos da fazenda, enfatizando, a importância das mesmas.

Bibliografias:

AGUIAR, A. P. A.; RESENDE, J. R. Pecuária de corte – custos de produção e análise econômica. Editora Aprenda Fácil.

FREITAS, A. Ferramentas de Gestão: Quais são as essenciais para a sua empresa? -AMBRACOLLEGE, 2017.

LONGARAY, A. A.; LAURINO, F. C.; TONDOLO, V. A. G.; MUNHOZ, P. R. p. Proposta de aplicação do ciclo PDCA para melhoria contínua do sistema de confinamento em uma propriedade rural. XXXV Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Fortaleza, CE, Brasil,  Outubro de 2015.

LONGARAY, A. A.; LAURINO, F. C.; TONDOLO, V. A. G.; MUNHOZ, P. R. p. Proposta de aplicação do ciclo PDCA para melhoria contínua do sistema de confinamento em uma propriedade rural. Sistemas e Gestão – Revista eletrônica, pp 353-361, 2017.

ROSA, A. do N.; MARTINS, E. N.; MENEZES. G. R. de O.; SILVA, L. O. C. Melhoramento genético, aplicado em gado de corte- Programa Geneplus. Cap 8 – Ferramentas de Gestão para a pecuária de corte. EMBRAPA, 2013.

webinar-leite

Comentar