Rehagro Blog
Planejamento rural

Ferramentas para check de metas e plano de ação nas propriedades rurais

O que todo produtor deveria saber é que para alcançarmos uma melhor rentabilidade na fazenda, é fundamental termos uma gestão eficiente.

É necessário ter foco em planejamento, organização, direção e controle, fazendo uso dos indicadores de desempenho de grande importância, além de conhecer os pontos positivos e negativos do negócio, que podem ser identificados no plano de negócios.

Para isso, podem ser usadas ferramentas de gestão que auxiliam no cumprimento do check de metas, no controle de índices zootécnicos e que ajudam a diminuir os gargalos na produção.

Neste artigo, vamos conhecer mais sobre duas delas, que podem ser aplicadas de forma simples e prática no seu dia a dia.

PDCA

A PDCA é uma ferramenta criada por William Edwards Deming, professor de gerenciamento de qualidade nos EUA. As siglas vêm do inglês, que significam Plan (Planejar), Do (Executar), Check (Checar) e Act (Agir).

Ela pode ser utilizada para realização de planos de ação e check de metas e seu objetivo é reduzir custos, elevar lucros e aumentar a satisfação do cliente através do controle da qualidade. O método segue um ciclo de quatro etapas, sendo que cada uma delas tem uma finalidade, como descrito abaixo: 

  1. Planejar – onde se define objetivos e metas; 
  2. Executar – onde as tarefas são realizadas; 
  3. Checar – quando o check e investigação de cada processo entram em ação;
  4. Agir – onde caso existam erros ou falhas no sistema anterior, será feita uma intervenção no processo ou em caso de ações corretas, haverá uma padronização.

Ciclo PDCACiclo de quatro etapas da ferramenta PDCA. Fonte: Longaray et al.; 2015.

O planejamento do check de metas é a etapa mais longa do processo, uma vez que exige programação de todos os gastos e receitas, pois só assim é possível prever o resultado esperado. Um exemplo seria mensurar insumos das atividades da fazenda, registrando detalhes e respondendo perguntas como: 

  • Quanto se tem comprado? 
  • A que preço? 
  • Até quando duram os estoques? 
  • Quais são as oportunidades nessa compra ou nesses gastos? 
  • Qual seria o objetivo em um determinado tempo? 

As metas estabelecidas devem ter objetivos (aonde se quer chegar), valor (o que se quer ganhar) e prazo (em quanto tempo será realizado). Em outras palavras, almeja-se uma meta “SMART”: específica, mensurável, atingível, relevante e temporal.  

Para tudo o que for executado, é de grande importância que todos os envolvidos estejam cientes das ações individuais e tenham dimensão do trabalho em equipe, que sejam treinados e recebam acompanhamento sempre que necessário.

O principal objetivo do check de metas é evitar problemas como esquecimento e descumprimento de tarefas fundamentais para o desenvolvimento da fazenda. Para analisar as metas é necessário ter objetividade e clareza, a fim de evitar contratempos, como erro de comunicação e entendimento, que só atrasarão o processo.

Finalizar, identificando erros, propondo ações corretivas, apresentando feedback para os envolvidos nas ações propostas e realizando procedimentos operacionais padrões. 

Ferramenta 5W2H

O 5W2H é outra ferramenta que surgiu no Japão com o intuito de facilitar o planejamento de qualquer demanda, auxiliando a realização dos planos de ação e check de metas.

Ela traz maior controle do que foi ou não realizado dentro da fazenda em um determinado prazo, propondo ações objetivas e delegando responsáveis para cada tipo de tarefa.

Ferramenta 5W2H

Os impactos da aplicação de ferramentas de gestão

A tabela abaixo foi realizada através do DRE (Demonstração do resultado do exercício) de três fazendas parceiras do Rehagro.

Sabendo que a Fazenda A fica no Pará, a Fazenda B em Goiás e a Fazenda C no Piauí entende-se que as realidades das mesmas não são iguais, portanto a tabela não tem por finalidade compará-las, mas enfatizar os resultados de empresas que colocaram a gestão em prática:

Índices DREFonte: Equipe da Consultoria em Pecuária de Corte do Rehagro.

A variação percentual do Lucro Bruto na fazenda “A” foi de 237%, na fazenda “B” de 183% e na fazenda “C” de 2784%.

Tais objetivos só foram alcançados através da identificação de perdas na produção, visando oportunidades com auxílio de planos de ação e reuniões periódicas para check de metas. É notório que o atingimento das metas com o cumprimento das tarefas é parte fundamental para motivação do grupo de funcionários.

Conclusão

Independente da ferramenta de plano de ação a ser usada na empresa, o fundamental é ter metas claras, objetivas e mensuráveis. É importante listar funções, detalhar a execução das mesmas, estabelecer prazos, delegar tarefas e monitorar o andamento das mesmas.

Outra ferramenta de gestão essencial para que o pecuarista alcance bons resultados financeiros na propriedade é o fluxo de caixa. Você já sabe como realizá-lo? Confira nosso artigo que traz todas as informações sobre o tema: “Como iniciar um fluxo de caixa nas propriedades de gado de corte”. 

Dica extra!

Aqui no Rehagro, temos Curso Online Gestão da Pecuária de Corte. Nele, nossos mais experientes consultores abordam: 

  • Nutrição e pastagens;
  • Sanidade;
  • Reprodução;
  • Diagnóstico da propriedade;
  • Comercialização;
  • Gestão financeira e de pessoas.

As aulas são dinâmicas, com duração de 15 minutos por dia e encontros online ao vivo para tirar todas as dúvidas dos alunos.

O conteúdo vai direto ao ponto: como realizar a gestão dos principais pilares da pecuária lucrativa com o objetivo de ampliar a lucratividade do negócio.

Para saber mais informações, visite nossa página:

Curso Gestão na Pecuária de Corte

Sucesso na sua produção!

Cristiano Rossoni

Comentar