Rehagro Blog
produção de mudas por tubete

Vantagens da produção de mudas em tubetes para cafeeiro

O tubete já vêm sendo utilizados com sucesso em viveiros de eucaliptos. Na cafeicultura, tradicionalmente é utilizada a produção de mudas por saquinhos de polietileno, e como substrato é utilizado uma mistura de esterco bovino e terra de subsolo complementada com fertilizantes químicos. Entretanto, atualmente, a produção de mudas por tubetes vem substituindo as sacolas plásticas na formação de mudas, principalmente por apresentar algumas vantagens.

Dessa forma, alguns produtores têm optado pela produção de mudas por esse sistema.

produção de mudas em tubetes
Mudas produzidas por tubetes no estádio orelha de onça
Fazenda Samambaia (Santo Antônio do Amparo – MG)
Foto: Paulo Sá Fortes

Uso de substrato na produção de mudas

Devido ao menor tamanho do tubete, com 120 ml em relação ao saquinho de polietileno tradicional, há redução na área do viveiro.

Além disso, há um menor volume de substrato demandado, devido à menor capacidade volumétrica do tubete, dessa forma acarretando também em maior rendimento no enchimento do tubete, em relação ao enchimento do saquinho.

Para a produção de mudas por tubetes, é utilizado substrato comercial, dessa forma, não demandando a retirada de terra do barranco e o peneiramento dessa terra.

Outra vantagem, devido aos substratos serem insetos de sementes de plantas daninhas, nematóides, pragas e doenças, a produção desse tipo de muda não proporciona contaminação por nematóides, pragas e doenças e dispensa a prática de limpeza de plantas daninhas das mudas. Os substratos também proporcionam uma maior facilidade do desenvolvimento do sistema radicular por serem mais friáveis que o solo.

c6ed7ffe-6867-4d15-b624-c3f21f937f01.jpg
Mudas produzidas por tubetes no estádio orelha de onça
Fazenda Samambaia (Santo Antônio do Amparo – MG)
Foto: Larissa Cocato)

Quando realizada a pré-germinação das sementes em caixas de areia, há o semeio de apenas uma semente por tubete, enquanto que, quando semeado em saquinhos de polietileno, há o semeio de duas sementes por saquinho e posteriormente é necessária a realização do raleio, demandando assim pessoas para a realização dessa prática.

183e5420-e716-4319-a9f7-f70154eb19f1.jpg
Orifício feito por chucho para o semeio de uma semente por tubete.
Fazenda Samambaia (Santo Antônio do Amparo – MG)
Foto: Larissa Cocato)

Condições de trabalho melhoradas

Pelo fato dos tubetes ficarem dispostos nas bancadas (suspensos do solo) há uma melhoria das condições de trabalho dos operadores, isso porque, proporciona uma melhor ergonometria de trabalho, onde os trabalhadores podem ficar em pé, enquanto na produção de mudas por saquinhos de polietileno, as mudas ficam dispostas em canteiros no chão.

Para a prática de plantio, por serem menores e mais fáceis de manusear, acarreta em um maior rendimento no plantio, frente ao plantio de mudas produzidas em saquinhos de polietileno, que apresentam um menor rendimento no plantio. Além disso, para o plantio de mudas produzidas por saquinho, é necessário o corte do fundo do saquinho, devido as raízes se enrolarem no fundo, pratica essa que é dispensada na produção de mudas por tubetes, visto que, ele apresenta um orifício na parte de baixo, dessa forma eliminando problemas com “pião torto”.

Sistema radicular de cafeeiro com problema de “pião torto”.
Foto: Larissa Cocato

Tempo de produção de mudas em tubetes

Em relação ao tempo de produção de mudas produzidas por tubetes, quando realizada a pré-germinação em caixas de areia, demora menos de 180 dias para que essas mudas fiquem prontas para o campo, enquanto que, as mudas produzidas por saquinhos de polietileno demoram cerca de 210 dias para que fiquem prontas. Dessa forma, a produção de mudas por tubetes reduz o período de viveiro, podendo ser antecipado o plantio no campo.

É importante destacar que o plantio de mudas produzidas por tubetes é recomendado nos meses de outubro e novembro, para que essas mudas permaneçam por mais tempo no período das chuvas, devido ao menor volume do tubete em relação ao saquinho.

No entanto, muitos produtores ainda têm o receio da utilização desse método, devido ao maior custo inicial. No entanto, se a estrutura for utilizada nos anos subsequentes esse valor se dilui, e o investimento vale a pena, visto que os tubetes são reaproveitados, assim como suas bandejas e a composição do viveiro.

Ficou interessado? Veja como fazer a produção de mudas de café em tubete.

webinar-leite

Comentar